Gaxetas Hidráulicas e Pneumáticas

As gaxetas hidráulicas e pneumáticas em geral são utilizadas em movimentos alternativos de sistemas pneumáticos ou hidráulicos de baixas, médias e altas pressões, dependendo da dureza do material, modelo e perfil.

Os modelos de gaxetas em “U” e “L” podem inclusive ser adaptadas a sistemas de duplo efeito. Outra vantagem é a possibilidade de se produzir alguns modelos em couro, um material de grande eficiência em sistemas onde as superfícies deslizantes são ásperas.

Gaxetas Modelo U – Aplicações e Especificações

São diversos perfis de gaxetas com padrão simétrico, apropriadas à vedação de hastes ou êmbolos.

São aplicadas em movimentos alternativos de sistemas pneumáticos ou hidráulicos de baixas e médias pressões, ou seja, em prensas, máquinas operatrizes, aparelhos de levantamento, tratores, máquinas agrícolas, máquinas de construções e máquinas em geral.

  • Dureza padrão: 85 Shore A
  • Pressão de até ≤100 kg/cm²
  • Velocidade: ≤0,5 m/s
  • Temperatura: -50ºC a +110ºC
  • Para sistemas com pressões ≤200 kg/cm², utiliza-se Poliuretano e para sistemas pneumáticos, utiliza-se borracha nitrílica com 70 Shore A de dureza.

Gaxetas Modelo UA – Aplicações e Especificações

Essas gaxetas possuem perfil simétrico no caso do modelo UA-1, e com os lábios de vedação recuados no caso do modelo UA-2. Tanto um quanto o outro modelo podem ou não estar associadas a anéis ou cordões de seção circular, que fazem vedações de hastes ou êmbolos. A grande vantagem desta associação está em proporcionar à gaxeta condições de suportar desde pressões negativas até altas pressões hidráulicas.

Por serem fabricadas em Poliuretano com Molibdênio, apresentam excelente resistência à abrasão, à extrusão, a impactos e ainda possuem baixo coeficiente de atrito. Possuem também vida útil bem superior à dos vedadores de borracha em geral.

São aplicadas em movimentos alternativos de sistemas pneumáticos ou hidráulicos de baixas e médias pressões, ou seja, em bombas de pistões, prensas hidráulicas de baixas e altas pressões, cilindros telescópicos, máquinas agrícolas, máquinas operatrizes, máquinas de construções e máquinas em geral.

  • Material gaxeta: Poliuretano com Molibdênio
  • Material anel ou cordão: Borracha nitrílica
  • Dureza padrão: gaxeta 95 Shore A – anel 70 Shore A
  • Pressão: ≤ 200 kg/cm²
  • Velocidade: ≤ 0,5 m/s
  • Temperatura: -35ºC a +90ºC

Gaxetas Modelo UR – Aplicações e Especificações

São gaxetas formadas pela junção de uma gaxeta modelo “U” com um anel raspador, proporcionando construções reduzidas.

São aplicadas como vedadores de hastes de sistemas pneumáticos ou hidráulicos de baixas e médias pressões e de pequenos diâmetros. Sua principal aplicação é em kits de cilindros pneumáticos, atuando seus lábios como um complemento de vedação.

  • Dureza padrão: 85 Shore A
  • Pressão: ≤40kg/cm²
  • Velocidade: ≤0,3 m/s
  • Temperatura: -50ºC a +110ºC
  • Em meio ambiente abrasivo, utilizam-se gaxetas de Poliuretano na dureza de 95 Shore A.

Gaxetas Modelo L – Aplicações e Especificações

As flanges que fixam e posicionam as gaxetas L devem ter uma limitação de compressão máxima de 10% para impedir distorções no perfil das gaxetas. A principal vantagem destas gaxetas consiste em fazer vedações com baixo coeficiente de atrito.

São aplicadas como vedadores de êmbolos de sistemas pneumáticos ou hidráulicos de baixas pressões, ou seja, em extrusoras, tesouras pneumáticas, indústrias de papel, cilindros direcionais e prensas de baixas pressões.

  • Dureza padrão: 85 Shore A
  • Pressão: ≤40kg/cm²
  • Mola: helicoidal (Modelo L-6)
  • Velocidade: ≤0,5 m/s
  • Temperatura: -50ºC a +110ºC
  • Para sistemas pneumáticos, utilizam-se gaxetas de borracha nitrílica com 70 Shore A de dureza. Em sistemas com deficiência de lubrificação e de uma boa usinagem, utilizam-se gaxetas de Poliuretano.

Gaxetas Modelo H – Aplicações e Especificações

As flanges que fixam e posicionam as gaxetas H devem ter uma limitação de compressão máxima de 10% para impedir distorções no perfil das gaxetas. Às vezes, devido às pressões dos sistemas, é necessário utilizar um anel metálico atrás das gaxetas como apoio.

São aplicadas em vedações de sistemas rotativos de pequenos diâmetros e baixas pressões. Têm sua utilidade em máquinas operatrizes.

  • Dureza padrão: 85 Shore A
  • Mola: helicoidal (Modelo H-1)
  • Pressão de até ≤40 kg/cm²
  • Velocidade de até ≤20 m/s
  • Temperatura: -50ºC a +110ºC
  • Para sistemas pneumáticos, utiliza-se borracha nitrílica com 70 Shore A de dureza. Quando utilizadas como anéis raspadores em meio ambiente abrasivo, aconselha-se usar Poliuretano ou couro.

Gaxetas Modelo T – Aplicações e Especificações

São êmbolos completos de duplo efeito, de construção reduzida e máximo aproveitamento do curso. Na necessidade de suportar pressão maior que a admissível, utilizam-se placas laterais como suporte. São aplicadas em vedadores de êmbolos de duplo efeito para sistemas pneumáticos ou hidráulicos de baixas pressões.
  • Dureza padrão: 85 Shore A
  • anel metálico de aço SAE 1010/20
  • Mola: helicoidal (Modelo T-1)
  • Pressão: ≤60 kg/cm²
  • Velocidade: ≤0,5 m/s
  • Temperatura: -50ºC a +110ºC

Gaxetas Modelo V – Aplicações e Especificações

Como esses modelos de gaxetas não possuem base de assento, elas se utilizam de anéis adaptadores para posicioná-las, sendo utilizadas principalmente na vedação de hastes ou êmbolos de altas pressões.

Admitem poucas variações, sendo empregadas invariavelmente em jogos. Têm capacidade de suportar pressões limitada pela quantidade de gaxetas e pelo material utilizado. São aplicadas em prensas hidráulicas, máquinas de construções e máquinas em geral.

  • Dureza padrão: 85 Shore A
  • anel metálico de aço SAE 1010/20
  • Mola: helicoidal (Modelo T-1)
  • Pressão de ≤300 kg/cm² ou ≤400 kg/cm² – em jogos
  • Velocidade: ≤0,5 m/s
  • Temperatura: -50ºC a +110ºC
  • Para determinadas condições de serviço, utilizam-se gaxetas de teflon ou de couro.
Gaxetas Chevron

Conheça o Jogo de Gaxetas Chevron, que utilizam o modelo de gaxeta em V.